Videoclipe: Prenda-me se for capaz

"Videoclipe (em Portugal: teledisco) é um filme curto e em suporte eletrônico (analógico ou digital). Devido à preponderância quase total dos vídeos musicais e publicitários na produção mundial de vídeos curtos, e porque os vídeos publicitários têm uma designação própria, durante algum tempo "videoclipe" foi quase sinónimo de vídeo musical, mas com o advento da internet de banda larga e a difusão de ficheiros de vídeo através dela, a palavra tem vindo a regressar ao seu sentido original.

Nos dias atuais, os estudiosos do "videoclipe musical", já identificam como o começo desse tipo de vídeo na década de 1950, como as cenas de Gene Kelly em Cantando na Chuva de 1952 e Elvis Presley em Jailhouse Rock de 1957."

Fonte:Wikipédia

Podemos dizer que o videoclipe hoje pode ter múltiplas formas, e múltiplos argumentos, e o que mais vejo, é o videoclipe publicitário musical, onde começou tudo. Mas não quer dizer que é o mais efetivo nem o que mais é produzido.
Hoje qualquer um pode ter uma câmera, então o "produzir" tal artifício torna-se simples como nunca havia sido.
Mas voltando a falar do lado musical/comercial do clipe (para os íntimos), é recurso que artistas passam suas mensagens, ou suas respectivas imagens que desejam vender e o qual muitos de nós estamos vendo com frequência principalmente para classes um pouco mais "abastadas", e que parece funcionar muito bem, poderia eu dizer que no ato de por alguns 3 minutos o videoclipe é capaz de formular uma opinião muito concreta do que muitos de nós desejamos ser/ver.
A estética é indefinida, mas independente disso, ela é é chamativa, bonita(Ou nem tanto) aos nossos olhos. Enfim, de alguma forma nos chama atenção, ou tem a função disso. Se um clipe for realmente bom, te prenderá.

O clipe a seguir eu o encontrei nas minhas andanças por sites nunca vistos, lendários canais do youtube esquecidos, e links inóspitos. Ele é de uma famosa "linha pela paz mundial", o qual tem um argumento bem interessante. O nome do projeto é "playing for a change", que significa "tocando por um troco" (a grosso modo). O que é exatamente? Bem esse tal Mark Johnson leva até o músico de rua todo o equiparato para uma gravação profissional. Mas ele não faz isso só na sua cidade.

Veja o resultado:

Playing For Change | "War/No More Trouble" - Song Around The World from Concord Music Group on Vimeo.


E aí? O que te prende?


Link:

http://www.playingforchange.com/

Um comentário:

feliphe disse...

ola , meu nome é rapha perrone
achei super interessante seu post

gostaria de saber se voce sabe qual faculdade pode me formar para trabalhar com produçao de video clipes ?

meu email é clashraph@hotmail.com

valeu em